Secretaria de Estado de Saúde de Santa Catarina | Laboratório Central de Saúde Pública - LACEN / SC
 48 3664 7800 |  lacen@saude.sc.gov.br
Font Awesome 5 Icons

Notícias LACEN/SC


22/06/2020 - LACEN/SC IMPLANTA NOVAS METODOLOGIAS DE ANÁLISE DE ALIMENTOS



A Gerência de Meio Ambiente e Produtos implantou duas novas metodologias para análise de alimentos: determinação de glúten e pesquisa de parasitas em peixe congelado.
A análise de glúten em alimentos, realizada pelo método Imuno-Enzimático (AOAC), busca determinar a sua presença ou ausência, com o objetivo de garantir ao consumidor a qualidade dos produtos destinados aos celíacos, pessoas que não podem consumir glúten. A partir dessa análise, pode ser verificado se as informações contidas nos rótulos dos alimentos corresponde ao conteúdo.
A pesquisa de parasitas em filés de peixes congelado é realizada pelo método de dissecção de luz transmitida e posteriormente é feita a identificação do parasita por microscópio óptico. A presença desses parasitas é preocupante, uma vez que a larva, mesmo inviável, possui alergênicos resistentes ao cozimento, ao congelamento e parcialmente à digestão.


08/06/2020 - LACEN/SC retoma as análises de meio ambiente e produtos



Em junho, a área de Meio Ambiente e Produtos do LACEN/SC conclui a retomada das análises de água para consumo humano, resíduos de agrotóxicos em água, alimentos, cosméticos, saneantes e medicamentos, que estavam interrompidas desde março, em função da pandemia.
Estas análises são realizadas para atender os programas nacionais e estadual de monitoramento da qualidade sanitária de alimentos, água, medicamentos, cosméticos e saneantes, em parceria com a Anvisa e Diretoria de Vigilância Sanitária (DIVS).
O objetivo destes programas é fornecer resultados analíticos que permitam avaliar o perfil de diversas categorias de produtos nacionais e regionais, visando à redução de riscos de agravos à saúde dos consumidores, além de identificar os setores produtivos que necessitam de intervenção institucional. O monitoramento da qualidade dos produtos tem caráter preventivo, com o intuito de garantir a melhoria da qualidade sanitária dos alimentos comercializados em Santa Catarina.
Os principais parâmetros analisados em alimentos são: microbiológicos (pesquisa, identificação e quantificação de bactérias e bolores e leveduras); microscópicos (identificação de elementos histológicos, pesquisa de fraudes, matérias estranhas, sujidades e parasitas); físico-químicos (composição nutricional, pesquisa de aditivos: corantes artificiais, bromato, nitrito/nitrato, sulfito e pesquisa de contaminantes: metais pesados: chumbo e cádmio); também é realizada a avaliação da rotulagem.
Em medicamentos, cosméticos e saneantes são realizados ensaios físico-químicos, visando garantir ao consumidor a qualidade dos produtos disponibilizados no comércio, identificar os setores produtivos que necessitam de intervenção, além de ter caráter preventivo.
As análises de água são realizadas para verificar se a água consumida pela população atende ao padrão de potabilidade estabelecido na legislação vigente e para avaliar os riscos que os sistemas e as soluções alternativas de abastecimento de água representam para a saúde humana. São atendidos os 295 municípios do Estado, sendo que as análises de baixa complexidade (microbiológicos: Coliformes Totais e E. coli e análises físico-químicas: flúor, turbidez) são realizadas também pelos laboratórios Regionais. As análises de alta complexidade (pesquisa de metais orgânicos, inorgânicos e resíduos de agrotóxicos) são realizadas somente no Laboratório Central.



22/05/2020 - LACEN/SC recebe doação de sapatos profissionais para os técnicos da linha de frente contra o COVID-19



Em maio, o LACEN/SC recebeu a doação de 30 pares de sapatos para uso em serviços de saúde, da empresa Canadá EPI Calçados Profissionais, com sede no Rio Grande do Sul.
Os calçados fechados são importantes para proteção dos técnicos contra os riscos de acidentes com material biológico e perfurocortantes.
No LACEN/SC, os calçados foram distribuídos para os setores de Biologia Molecular, Recepção e Triagem de amostras e outros setores que estão contribuindo na execução dos exames de COVID-19.


15/05/2020 - LACEN/SC faz parceria com a EMBRAPA para realização de exames de COVID-19



O LACEN/SC firmou parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), de Concórdia, para a realização de exames de RT-PCR para detecção da COVID-19, visando atender aos municípios do oeste catarinense, compreendidos na Macrorregião do Grande Oeste e das regiões do Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Rio do Peixe e do Meio Oeste, pertencentes à Macrorregião do Meio Oeste e Serra Catarinense.
Essa parceria é decorrente da cooperação estabelecida entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento, em que ficou acordada a utilização dos laboratórios oficiais do MAPA para ampliação da oferta de diagnóstico da doença na rede pública. A ANVISA, por meio da RDC n.º 364/2020, permitiu aos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária realizarem esses exames, em caráter temporário e excepcional, em função da pandemia.
O Laboratório da EMBRAPA de Concórdia já tem experiência na realização da metodologia RT-PCR e duas profissionais foram treinadas pela equipe do Setor de Biologia Molecular do LACEN/SC para a realização da detecção do vírus SARS-CoV-2, que causa a COVID-19.
Essa ação conta com a participação do Laboratório Regional de Joaçaba, que integra a rede LACEN de laboratórios, e executará a fase pré-analítica do exame. A Diretoria de Articulação Regional da SES será responsável por coordenar o transporte das amostras.
Dessa forma, a Secretaria de Estado da Saúde, está expandindo a rede de diagnóstico para o Oeste do Estado que, neste momento, apresenta um aumento significativo no número de casos do Novo Coronavírus.


12/05/2020 - LACEN/SC completa dois meses realizando exames de COVID-19



Neste dia 12 de maio, o Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN/SC) completa dois meses realizando os exames para detecção do Novo Coronavírus para todo o Estado. Nesse período, foram realizados aproximadamente 16 mil exames.
Em maio, estão sendo recebidas diariamente, em média, 325 amostras e os resultados ficam prontos entre 24 e 48 horas, com algumas exceções quando há necessidade de repetição do exame.
Quando começaram a surgir os primeiros casos suspeitos no país, apenas quatro laboratórios estavam habilitados para fazer os exames. Posteriormente, foram treinados todos os LACENs do Brasil, sendo que o LACEN/SC participou de treinamento na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), no Rio de Janeiro, no dia 11/03. No dia 12/03, a equipe do Setor de Biologia Molecular já iniciou essa atividade em Santa Catarina.
O LACEN precisou reorganizar suas atividades, remanejando pessoal de outros setores para atuar nos setores diretamente ligados ao enfrentamento da COVID-19 e criou três turnos de trabalho para atender à demanda crescente pelo exame, bem como estendeu seu funcionamento para os finais de semana e feriados.
Os principais setores envolvidos realizam a produção e distribuição do meio de cultura para a coleta e transporte das amostras biológicas; fazem a recepção e triagem das amostras que chegam das unidades de saúde; e realizam a técnica de RT PCR em tempo Real, considerada o padrão ouro para a detecção do vírus SARS-COV-2. Além desses, os diversos setores do laboratório apoiam essas atividades.
O LACEN tem contado com a colaboração de instituições que ofereceram o empréstimo de equipamentos, como a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e empresa Souza Cruz. Também temos contado com a colaboração de voluntários da UFSC.
Nesses dois meses, foram distribuídos cerca de 23 mil kits de coleta e meios de transporte de amostras para municípios e unidades de saúde de todo o estado. A partir de maio, a distribuição desses kits foi descentralizada para 15 pontos no estado, facilitando o acesso. Também foi alterada a logística de transporte de amostras biológicas de todos os municípios do estado até o LACEN, no sentido de otimizar os recursos, realizando o transporte por macrorregião, numa ação concretizada pela Diretoria de Articulação Regional, da Superintendência de Serviços Especializados e Regulação.
Para a realização dos exames, foram utilizados insumos distribuídos pela Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública (CGLAB/MS) para todos os estados e os insumos adquiridos pela Secretaria de Estado da Saúde. Também contamos com o apoio da Defesa Civil do Estado que, junto a outras instituições, como Rotary Club, Compre Fort e FIESC, adquiriu kits para testes de detecção da COVID-19.
O LACEN/SC, como coordenador da rede de laboratórios que realizam exames de interesse de saúde pública no estado, formou a Subrede de diagnóstico laboratorial de COVID-19 no Estado, incluindo os laboratório privados já habilitados pelos laboratórios de referência nacional , com atuação em Santa Catarina, e também vem habilitando os laboratórios catarinenses interessados em realizar os exames para a COVID-19, pela metodologia RT-PCR. Além disso, colaboramos diariamente com o fornecimento de dados para as estatísticas da pandemia em Santa Catarina.


12/03/2020 - LACEN/SC realiza testes para identificação do novo coronavírus



O Laboratório Central de Saúde Pública do Estado de Santa Catarina (LACEN) está realizando exames para identificação do novo coronavírus (COVID-19). As amostras de pacientes começaram a ser analisadas na última quinta-feira (12/03) e, logo no primeiro dia, o LACEN confirmou os dois primeiros casos positivos no estado.
Antes, o exame era realizado no laboratório de referência no Rio de Janeiro, FIOCRUZ. A realização do teste em Santa Catarina agiliza o diagnóstico e descarte dos casos suspeitos.
O LACEN recebeu 500 testes, composto por um conjunto de reagentes específicos para o COVID-19 para realização dos procedimentos.
Servidores participaram de treinamento para a realização dos exames. "É um teste RT PCR em Tempo Real, específico para detecção do vírus e que o LACEN consegue obter resultados no prazo de até 7 dias, sendo priorizados pacientes hospitalizados e funcionários da saúde", comentou Marlei Pickler Debiasi dos Anjos, diretora da unidade.
O LACEN distribui kits de coleta para as unidades de saúde que enviam as amostras para realização de exames em nosso laboratório.


12/02/2020 - LACEN/SC recebe do Ministério da Saúde, equipamento de extração automatizada de ácidos nucleicos



O Laboratório Central de Saúde Pública do Estado iniciou de 10 a 14/02/2020 a capacitação para utilização do equipamento “Janus Flex Nat” que é um extrator automatizado de RNA viral, utilizado em amostras biológicas e de meio ambiente.
O treinamento é ministrado por técnico da Unidade de Tecnologia em Imunobiológicos – Bio-Manguinhos - da Fundação Oswaldo Cruz.
O recebimento do equipamento é resultado de empenho do Governo do Estado, Secretaria de Estado da Saúde, Superintendência de Vigilância em Saúde de SC em conjunto com a Secretaria de Vigilância em Saúde e Coordenação Geral de Laboratórios (CGLAB), que são órgãos do Ministério da Saúde juntamente com Bio-Manguinhos, com o objetivo de disponibilizar equipamentos de alta tecnologia e fornecimento de insumos e kits diagnósticos produzidos em Bio-Manguinhos para processar o diagnóstico molecular na rede de laboratórios públicos e desta maneira ampliar a detecção de doenças emergentes e reemergentes, que estão em circulação em nosso país e que podem representar risco à saude da população.
Para o LACEN/SC o equipamento será um aporte excepcional na execução das técnicas moleculares de maneira mais ágil, precisa e eficiente, além do benefício para a saúde do trabalhador, evitando assim os esforços repetitivos das técnicas manuais.
As vantagens dos testes que utilizam técnicas moleculares é que são mais sensíveis e específicos, sendo utilizados para diagnóstico de infecções agudas como: dengue, chikungunya, zika, febre amarela, influenza e outros vírus de transmissão respiratória.


31/01/2020 - LACEN/SC realiza treinamento de abandono do prédio em atendimento a Instrução Normativa 028/DAT/CBMSC



A equipe de brigada e a equipe de abandono do Lacen participaram na segunda feira (27) de um novo treinamento teórico ministrado pelos soldados, SD BM Thiago THIESEN de Souza e SD BM Carlos Eduardo MARQUES da Silva. Na quarta feira (29), todos os colaboradores realizaram um treinamento de abandono do prédio, com fumaça artificial e sob a avaliação dos soldados. Todos os colaboradores do Lacen presentes no prédio no momento da simulação do sinistro, participaram do treinamento, com objetivo de que saibam como agir e utilizar os equipamentos de segurança.
Os treinamentos teóricos e práticos fazem parte de uma das metas da Secretaria de Estado de Saúde no sentido de que todas as unidades possuam brigadas de incêndio. Os brigadistas precisam saber como avaliar os extintores e mecanismos corta-fogo, bem como as instalações elétricas e outros riscos. Com uma atuação consistente, as chances de ocorrer incêndios são menores.
“Sabemos que há muito a ser feito e melhorado, mas estamos no caminho certo. A equipe de brigada foi criada em 2019 e vem se aprimorando, com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar de SC", destacou a diretora do Lacen, Marlei Pickler Debiasi dos Anjos.


Notícias de anos anteriores

Para ver as notícias do ano de 2019 clique aqui!